PNLD 2018 LITERÁRIO

CONHEÇA AS OBRAS APROVADAS

amaiorpalavradomundo

Código-do-livro_-0584L18602_-A-maior-palavra-do-mundo

A maior palavra do mundo

Autor: Elifas Andreato
Ilustrador:
Indicação de leitura: 4º e 5º anos do Ensino Fundamental

Um pula daqui. Outro dali. Sobram cadernos e letras. Cercado por crianças, no início de seus estudos, Elifas Andreato só consegue pensar nas estripulias da imensa família alfabética. Aventuras e desventuras que o amigo Tom Zé, com seu jeito todo musical, foi recheando de ritmos. Assim nasceu esta fábula, primeiro como música e agora como um divertido livro ilustrado pelo Fê, com a ideia de alegrar e divertir toda criança.

asmeiasdosflamingos

Código-do-livro_-0593L18602_-As-meias-dos-flamingos

As meias dos flamingos

 

Autor: Horacio Quiroga
Tradução e adaptação: Andrea Ponte
Ilustrador:
Indicação de leitura: 4º e 5º anos do Ensino Fundamental

No grande baile promovido pelas cobras, os flamingos ganham uma de suas principais características. Qual será? Esta história, inspirada nas tradições orais dos antigos povos americanos, é aqui narrada pelo uruguaio Horacio Quiroga, um dos contistas mais reconhecidos em todo o mundo. Adaptada por Andrea Ponte e ilustrada por Fê, é mesmo um gostoso convite para pensar no universo das aparências e na maneira como nos relacionamos com o outro.

limin

Código-do-livro_-0567L18604_-Li-M'in,-uma-criança-de-Chimel

Li M’in, uma criança de Chimel

Autores: Rigoberta Menchú e Dante Liano
Ilustrado por: Bendita Gambiarra
Indicação de leitura: 4º e 5º anos do Ensino Fundamental

Neste livro, Rigoberta Menchú, com a colaboração de Dante Liano, narra suas histórias de infância, de sua família e de seu povo. Com delicadeza e poesia, nos faz um delicioso convite para mergulhar no universo dos maias, um dos mais antigos e tradicionais povos da América. Rigoberta nasceu na Guatemala, país da América Central. Em 1992, ganhou o Prêmio Nobel da Paz, por defender os direitos dos povos nativos da América. Assim como muitos de nós, ela descende desses indígenas.

80degraus

Código-do-livro_-0587L18602_-80-degraus

80 degraus

 

Autor: Luís Dill
Ilustrador: Paulo Otero
Indicação de leitura: Ensino Médio

O prédio é igual a tantos outros deste Brasil. Em suas escadarias, a qualquer momento, a luz pode faltar, deixando na escuridão os sujeitos que por ali sobem e descem. Sobram ruídos, de crianças, de casais em desacordo, das convivências e seus conflitos. Por esse ambiente, Luís Dill nos conduz – degrau a degrau, junto às convicções e aos dilemas do jovem Patrício – por uma história de traços reais e que nos faz torcer por um desfecho que se afaste do lado duro e cruel da vida.

Nossa Palavra

Antonio Candido, um dos principais intelectuais brasileiros, defende a tese de que todos têm direito à literatura. Afinal, assim como os sonhos, ela alimenta a imaginação e as fantasias, revira valores e identidades, incentiva ideias e propostas, cria novos mundos, realidades e possibilidades. O universo da leitura nos humaniza!

Essa convicção encontra-se na base de formação da Palavras Projetos Editoriais: um espaço dedicado aos ofícios da escrita e à formação de leitores, que começou a ser construído em 2002, propondo-se a planejar, desenvolver e gerir soluções para a educação. Quase 15 anos depois, a Palavras transforma-se em um coletivo, agregando profissionais de várias áreas interessados em solidificar um caminho alternativo do fazer livros escolares, sejam impressos ou digitais.

São autores, editores, artistas gráficos, revisores, ilustradores, cartógrafos, impressores, sujeitos desejosos em criar um canal capaz de estabelecer um novo diálogo com professores, alunos e familiares, envolvidos em uma imensa rede tecida em torno da educação, do ensino e da aprendizagem de crianças e jovens do Brasil e do mundo.

Palavra feita

Trabalho intenso

Trabalho intenso

You think water moves fast? You should see ice.

Coleções didáticas

Coleções didáticas

You think water moves fast?

Prêmios

Prêmios

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit.

UMA HISTORIA DE TODOS E PARA TODOS

Cenas da História foi feita de forma bem diferente da maioria dos livros didáticos. A coleção é o resultado do trabalho coletivo de diversos profissionais experientes da área editorial e da educação, que se juntaram movidos pelo sonho de produzir um livro, capaz de incentivar novas relações de ensino, bem mais próximas deste nosso mundo marcado por intensas mudanças.

Compromisso

Publicar livros para todos, reconhecidos por sua qualidade textual e gráfica, que contribuam de maneira decisiva para a formação individual e cidadã de crianças e jovens empenhados com a construção de um mundo mais justo e igualitário.

Conselho Editorial

Visando auxiliar na elaboração de sua política editorial e comercial, a Palavras conta com um Conselho Editorial formado por profissionais de diferentes áreas do conhecimento. Entre suas atribuições, estão: indicar títulos e temas para publicação; avaliar originais quanto a sua importância para o ensino e a aprendizagem, relevância literária e comercial, qualidade da redação, méritos de conteúdo e atualidade, adequação e coerência metodológica; analisar os resultados atingidos.

Cabe ao Conselho Editorial avaliar ainda os conteúdos publicados quanto aos seus aspectos editoriais (qualidade do texto, do projeto gráfico, da iconografia, cartografia, impressão e outros atributos gráficos); sugerir normas específicas para as publicações; estabelecer os mecanismos de avaliação e colaborar com os processos de tomada de decisões.

O Conselho Editorial temo objetivo de guardar pela qualidade da Palavras, fortalecer suas publicações e seu catálogo. Conta, para isso, com encontros periódicos e a responsabilidade de responder às consultas feitas pelo editorial sobre os originais com uma leitura atenta do texto/projeto, emitindo pareceres para subsidiar o trabalho de editores e autores.

Trabalhadores do livro

  • Ana Picolli

    Ana Paula Piccoli

    Por admirar a palavra escrita e falada, formou-se em Letras. Entrou no mundo da educação em 1996, quando descobriu a verdadeira vocação: atuar em projetos editoriais voltados ao ensino e à aprendizagem.

  • Cândido

    Cândido Grangeiro

    Cursou História com a convicção de que mudaria o mundo. Deu aulas, estudou História da fotografia, escreveu livros, mas o gosto pela palavra escrita o transformou em editor.

  • Claudio

    Cláudio Del Puente

    Sintonizado com todas as artes é a mente criativa responsável por sintetizar a essência dos projetos e desenhá-las em cada livro. Criar e recriar é mais que função, é estado de espírito em prol de uma realização.

  • Maciel

    Maciel Santos

    Publicitário e entusiasta da psicologia humana, usa sua experiência para suavizar os processos de cada projeto. Navegando no universo educacional é possível entender o futuro nos olhos das crianças.

  • Victor

    Victor Machado

    Usando o empreendedorismo como ferramenta, busca a fórmula para melhorar o mundo sem perder de vista o retorno financeiro.

adminClassic